Empresa de mulher do presidente do TRF-2 teria recebido R$ 12 milhões da Fecomércio

Orlando Diniz foi preso nesta sexta-feira, em desdobramento da Lava Jato.Investigações da Polícia Federal apontam que pessoas ligadas à  Fecomércio-RJ estariam envolvidas em operações irregulares incluindo pagamento, com recursos da entidade, de vultosos honorários a escritórios de advocacia. Entre esses escritórios está o Basílio Advogados, que pertence à Ana Basílio, mulher do desembargador André Fontes,…