Perto de 40 mil contribuintes que venceram disputas judiciais junto ao INSS receberão atrasados a partir do dia 20

 Governo pagará superlote de atrasados do INSS no dia 20 O segurado que acionou a Justiça contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para cobrar benefícios atrasados e ganhou o direito de receber em novembro e dezembro já pode começar a comemorar. O Tribunal Regional Federal da 3ª região (TRF 3) confirmou que o…

Presidente Dilma destaca necessidade de mudar a Previdência Social e erros cometidos pelo governo

Dilma diz que país terá que ‘encarar’ uma reforma da Previdência Social Presidente recebeu jornalistas para café da manhã no Palácio do Planalto. Ela também admitiu que governo cometeu ‘erros’ na gestão da economia. Roniara Castilhos e Filipe MatosoDa TV Globo e do G1, em Brasília A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira (7), em…

SERVIÇO: Como ter um futuro mais tranquilo após as mudanças nas regras da aposentadoria

Como garantir um futuro sem sustos após as mudanças nas regras da aposentadoria Especialistas dão dicas para complementar renda e obter uma independência financeira; Tesouro é alternativa interessante iG São Paulo É importante procurar alternativas ao INSS para que se consiga complementar a renda Com a sanção da revisão da regra 85/95, uma nova perspectiva…

Projeto de Lei antecipa benefício previdenciário a portadores de doenças crônicas

Portadores de doenças crônicas poderão ter tratamento especial na revisão de benefícios previdenciários A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 105/15, que determina o pagamento em parcela única dos atrasados referentes à revisão da contribuição previdenciária ocorrida em fevereiro de 1994 quando o titular ou qualquer de seus dependentes for acometido de uma…

CRISE ECONÔMICA: “os prós e contras da CPMF, aposta do governo contra o déficit em 2016″

Os prós e contras da CPMF, aposta do governo contra o deficit em 2016 Em 2015, o governo Dilma Rousseff cortou gastos e subiu impostos, mas as medidas não foram suficientes para equilibrar as contas públicas. Isso porque a retração da economia provocou queda na arrecadação, enquanto despesas obrigatórias, como pagamento de aposentadorias, continuaram crescendo…