Dilma, uma ‘não amiga’ do capital especulativo, sofre efeitos do ruído pessimista

Acostumados a lucros sem freios, investidores não perdoam queda na taxa de juros e perdas com Petrobras. Presidenta, sem tempo para selar as pazes, terá de apostar em comunicação para reverter quadro Eduardo Maretti, da RBA  REINALDO CANATO/FOLHAPRESS Dia de pregão da BM&F Bovespa: investidores apostam em eleição de candidatos mais ‘amigos’ São Paulo –…